1
O Parque Ecopoint preza pelas boas relações com os seus clientes e age de acordo com o CDC(Código de defesa do consumidor).

Art. 49 - O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura, do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou domicílio.

Parágrafo único - Se o consumidor exercitar o direito de arrependimento previsto neste artigo, os valores eventualmente pagos, a qualquer título, durante o prazo de reflexão, serão devolvidos de imediato, monetariamente atualizados. Desta forma, o período de 7 dias, chamado de "periodo de reflexão", possibilita o consumidor a desistir da compra. Poderá devolver o produto ou recusar o serviço, desde que este seja devolvido no mesmo estado em que foi entregue e receber assim valor que foi pago.

Importante frisar que o ingresso não poderá ter sido utilizado, para que o consumidor possa solicitar a devolução e tem um prazo de até 7 dias corridos, após a confirmação da compra.

A História do Ecopoint

Tudo começou, quando o alemão Franz Wierzbicki veio embora ao Brasil, pois a Alemanha estava arrasada pela Primeira Guerra Mundial, e ele não conseguia emprego, para piorar, sua esposa Hedwig estava grávida, de sua primeira filha, Érika, o que os deixava bastante apreensivos.

Em 1922, Franz tomou essa decisão: partir para o Brasil. Viria sozinho, mesmo sem falar português. Chegou ao Ceará com poucos recursos, e por meio de um "camarada", aprendeu o idioma em breves aulas no Passeio Público. Incialmente, instalou-se no sítio São Pedro (por trás do local onde existe hoje o Terminal Lagoa).

Franz trabalhou duro, e com pouco menos de um ano, conseguiu juntar dinheiro suficiente para trazer sua querida esposa Hedwig (que no Brasil, passaria a ser chamar de Margarida) e a filha Érika que, felizes, chegavam da Europa sem saber o quanto Franz (aqui conhecido como "Chico Alemão") tinha progredido neste país, local onde nasceram depois os outros três filhos do casal: Gerhard, Heinz e Günther.

Em 1930, tomou conhecimento da hipoteca do vizinho e resolveu assumi-la dois anos depois. Assim, tornou-se proprietário do sítio que passou a se chamar Glück-auf, expressão alemã que significa "Feliz Regresso", e hoje é o nosso querido Ecopoint.

Por ser alemão, sofreu pressão dos militares durante a Segunda Guerra Mundial. Por isso, acabou vendendo a área onde se instalaria o Jockey Club Cearense, em 1947. Com a morte de Franz, em 10 de outubro de 1953, e a conclusão do seu inventário, em 1955, os quatro filhos - Erika, Geraldo, Heinz e Günther - e a viúva Hedwig, conhecida como dona Margarida, passaram a negociar os lotes. Inclusive, a viúva de Franz, dona Margarida, assina o documento de venda do terreno onde se localiza o Estádio Alcides Santos, pertencente ao Fortaleza Esporte Clube.

O Tempo passou, e Érika ficou morando ainda no sítio, a querida Glück-auf (Feliz Regresso) e casou-se com José Pinto de Almeida. Deste casamento, eles tiveram 5 filhos, um deles, era Paul Gerhard Wirtzbiki. Paul desde pequeno, já cresceu nesse ambiente de muita harmonia familiar e com imenso contato com a natureza. Quando pequeno ainda, ajudou sua mãe Érika a cuidar do sítio, onde já existiam vários animais como: galinhas, porcos, cachorros e muito verde, muita natureza, que foi capaz de despertar a paixão de Paul pelo meio-ambiente.

Com o passar dos anos, Érika já não foi tendo mais condições de cuidar do sítio. Então, o Jovem Paul Gerhard, foi cuidando e construindo mais estruturas no sítio, inspirado na arquitetura alemã. Cada vez mais, aquele sítio foi sendo melhorado e edificado por ele com todo amor e riqueza de detalhes. Atualmente, podemos ver no Ecopoint, essas várias estruturas com o padrão alemão e acompanhado pela natureza pujante do parque, Paul transformou esse lugar em um verdadeiro paraíso na cidade.

Com sua grande paixão pelos animais, ele se tornou Amigo do IBAMA, e começou a receber animais de grande porte que eram apreendidos pelo IBAMA e trazidos para cá, muitas vezes em estado ruim, devido aos maus tratos dos traficantes e criadores ilegais, e com muitas doenças.

Era difícil arcar com todas as despesas dos animais, mas mesmo assim ele fazia. Até que a população foi descobrindo esse lugar e pedindo para fazer visitas. Inicialmente foi aberto para eventos, como um Buffet, o sucesso era tanto que foi-se necessário abrir ao público nos finais de semanas e feriados para que todos pudessem desfrutar desse paraíso no meio da cidade. Gostou da história? Quer conhecer mais sobre o Paul e seus familiares? Temos um museu que conta toda nossa história. Te esperamos lá!

Contatos:

(85)9.9999-1579

(85) 3093-7064

(85) 3290-3339

Acompanhe nossas redes sociais:


Descontos exclusivos no e-mail

Confirme o seu endereço de e-mail para enviarmos o link de criação da nova senha.

Seu e-mail estará protegido conosco